Enrolo-me nos lençóis e tento imaginar que estás a meu lado, abraçado a mim, sussurrando-me palavras de amor e histórias de encantar. Que doces pensamentos estes que vagueiam na minha mente de rapariga apaixonada. Sabes-me tão bem logo pela manhã, como os pássaros que chilreiam do outro lado do vidro.