E deixo que o que me rodeia reflicta a pessoa que sou, sem discriminação ou contaminação de mentes moldadas, que não vêm para lá do que é comum aos olhos humanos. Sou quem sou, com defeitos que personalizam o meu carácter extrovertido, avariado e um pouco exagerado. Mas sou quem sou. Desta vez não me irei esconder e mostrarei os reflexos de mim.