Quero que a nossa casa tenha muitos livros. Antigos, novos, pequenos ou grandes, e com as mais diversas histórias de amor. Quero viver contigo no meio de carícias de amantes, amores extremos ou doces, paixões arrebatadoras e sorrisos no olhar. Não precisa de ser numa casa grande, pormenorizada e espalhafatosa, quero é que seja nossa, com uma cama delicada para partilharmos nas noites de frias de inverno, onde o teu corpo, encostado ao meu, me deixa docemente quente, por dento e por fora. Como anseio por noites assim, passadas ao teu lado, num romance tão nosso, como mais nenhum outro. Mas, até lá, os teus carinhos e mimos diários fazem-me saber esperar.