Sabes quando um amor vai de vento em popa e parece que o fim está longe de se avizinhar ou parece mesmo que não vem? É assim que eu me sinto com o nosso amor, que foi outrora uma paixão. Soubeste cuidar de mim, do meu frágil coração, que já foi mal tratado e pisado. Soubeste trazer de novo ao meu dia-a-dia uma felicidade tal que me faz esquecer que a vida é muitas vezes injusta. Soubeste beijar-me no tempo certo e abraçar-me quando não contava. Descobriste-me. Desvendaste-me. Oh, como me sabes tão bem.