Demonstro em mim um cansaço tal que não sei como ainda me aguento em pé depois de tudo, depois de todos estes dias. Já nem me recordo se lanchei hoje ou não. O estado em que a minha mente está. Talvez se não fosse a força que me dás para erguer todas as manhãs, penso que não conseguiria mostrar este sorriso durante tanto tempo. Já és a força do meu coração à um ano, catorze dias e algumas horas e ele moldou-se de tal maneira à tua presença constante que se tornou forte aos pouquinhos. Ajudaste-me a tornar-me na mulher lutadora que sou hoje, meu pequeno. A reviravolta que deste na minha vida é algo inexplicável. Sei que estarás sempre lá a olhar por mim, pensando que não o sei, e isso ninguém mais o consegue fazer.