Nunca escondi do mundo o meu verdadeiro eu. Bem, na verdade é apenas uma mentira que vive comigo. Refugiei-me muitas vezes nos segredos do meu interior e escondi partes da minha personalidade excêntrica, com medo. Medo. Medo de estar aquém da expectativa de outrem e de estagnar como uma desilusão dessas pessoas.