Saí das aulas à pressa. Estavas à minha espera e eu ansiosa. Cada dia que passava tornavas-te a melhor parte do meu dia e eu mal conseguia esperar pela hora de te ver. Esperavas por mim. Um grande sorriso me mostraste e um carinhoso beijo na bochecha corada me deste. Retribui-te. Sentamo-nos numas escadas perto de minha casa. Entre gargalhadas e risos envergonhados, eu sentia-me flutuar e ao mesmo tempo com o coração a mil. Chegavas-te cada vez mais perto. Querias quase como sentir o meu respirar nervoso e tremido. Por vezes até ficavas em silêncio, para apenas aproveitares aquele momento comigo. Já eu não conseguia tirar o meu olhar do teu, tão tímido e único. Esses olhos que me cativam todos os dias, meu pequeno.
  Mas chegou aquele momento. Tinhas de ir para as aulas e eu tinha de voltar costas para dirigir-me para casa. Deste-me um beijo na bochecha de despedida e eu não te queria deixar ir. Queria ganhar coragem para te mostrar o que sentia. "Espera ..". Já tinhas descido um degrau. Amarrei o teu braço e voltei-te para mim. Olhava-te agora nos olhos, quase à mesma altura, ligeiramente mais alta. Aproximei-me de ti. Pus a minha mão na tua face. Estavas quente amor. Suavemente, os meus lábios tocaram os teus. Os teus olhos fecharam-se e ficamos num momento quase que mágico, quase que tirado dum filme, este nosso primeiro beijo.