24deDezembrode2010
  Hoje é véspera de Natal. Hoje é um dia mágico. Não neva lá fora, mas os meus olhos vêm a neve a cair suavemente, incapaz de reconhecer a sua natural beleza. Os campos estão brancos. Um vento gelado bate nas janelas, mas cá dentro o calor da lareira embacia-nos os vidros. Hoje não é só véspera de Natal. Hoje é dia 24 de Dezembro.
  Recordo-me de Maio. No dia 24 de Maio tornei-me tua, tornaste-te meu, tornamo-nos um. Recordo-me de todos os carinhos. Fazemos hoje 7 meses, meu amor. E cada segundo que partilhei contigo está em mim e aquece-me o coração. Este amor só nosso não será monótono nunca. Eu fui me entregando a ti aos poucos com receio de que esta relação não desse certo. Medos do passado assaltavam-me a mente continuamente. Relações que acabaram bruscamente fazem-me dar uma passo atrás. Mesmo assim, tu esticaste-me a tua mão, branca ao lado da minha. Agarrei-a, dedo por dedo, até a sentir por completo. Fui me sentindo segura. Tu puxas por mim e entregas-me o teu coração. Senti-me flutuar e ponho a minha mão no meu peito para agora sentir em mim o pulsar do teu coração, tão forte e tão apaixonante. Arrisco, tive dúvidas, e no final foi a ti quem eu escolhi para viver o resto da minha vida. Dei-te tudo o que era de bom em mim. Tentei não te dar cabo da cabeça e tu roubaste-me o coração. Um sorriso sincero e profundo dás-me todos os dias e sempre que olho para ti tenho um motivo para sorrir, indiferente a quem me rodeia. "És tudo o que eu quero!" Tudo o que me dizes fica gravado em mim. "Eu apaixonei-me por ti pelo que és" . Não preciso de mudar para te agradar, porque tu amas todos os pormenores em mim, sendo defeito ou defeitozinho.
  És quem eu tenho como o meu porto seguro, o meu abrigo. Corro para ti quando fujo do mundo. És o meu amor e não há palavras para explicar este sentimento que tenho por ti.